Câncer de laringe: acompanhamento médico auxilia no diagnóstico precoce


O Instituto Nacional de Câncer (Inca) estima no Brasil que, entre 2018 e 2019, surjam 7.670 novos pacientes por ano com casos do tumor de laringe. No nosso país, ele representa cerca de 25% dos cânceres que acometem a área da cabeça. A fonoaudióloga do Hapvida Saúde, Andreza Farias, explica que essa região da laringe fica na região da garganta que contém as pregas vocais.

‘‘Fica na parte interna, onde consistem várias estruturas. As pregas vocais são responsáveis pela produção da voz, por isso quando há o diagnóstico do câncer, a doença atinge a voz, a fala e a deglutição do paciente’’, ressalta.

Os sintomas que mais sugerem a presença do câncer de laringe ‘‘são a rouquidão, alteração na qualidade da voz que pode dá impressão de uma voz molhada ou, como chamamos popularmente, mais estrangulada àquela que não consegue ser emitida direito’’, explica a fonoaudióloga.

De acordo com a especialista Andreza Farias, os profissionais da voz que não tem um acompanhamento vocal e não realizam aquecimento do músculo antes de realizar suas atividades podem sentir o envelhecimento da voz precocemente. Por isso, é essencial procurar um profissional da fonoaudiologia para realizar atividade de relaxamento do órgão e é ideal beber muita água para manter a hidratação do corpo.

‘‘O álcool e o tabaco são os maiores inimigos. Então para preservar a função da laringe é importante procurar o médico e em casos de diagnóstico será realizado todo o possível para a reabilitação da voz’’, explica a fonoaudióloga do Hapvida Saúde, Andreza Farias.

Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

ENDEREÇO

CONTATO

Tirol Way

Av. Senador Salgado Filho, 1410, - 14° andar |  Tirol - Natal/RN

(84) 3221-0603/3957

(84) 9451- 8006

EMAIL