Mulheres são mais suscetíveis aos melasmas, manchas escuras na pele

Manchas escuras no rosto, colo, mãos e braços podem ser diagnosticados como melasma, 95% dos casos acomete mulheres entre 20 e 50 anos, e é desencadeada pela exposição excessiva à luz do sol, ou luz visível, sem uso do protetor solar.

Segundo especialistas, não existe uma causa exata para o surgimento do melasma, mas alguns fatores contribuem no aparecimento das manchas, como explica a dermatologista do Hapvida, Drª Mirella Fulco.

“Geralmente, a patologia é comum em quem utiliza anticoncepcional, ou no período de gestação e menopausa das mulheres por causa de alterações hormonais”. A doença não causa câncer de pele, mas pode ser confundido com ele. De acordo com a dermatologista existem três tipos de melasmas: epidérmico, dérmico e misto.

- Melasma epidérmico afeta a camada superior de pele e a hiperpigmentação apresenta-se com coloração marrom e bordas mais bem definidas;

- Melasma dérmico afeta o nível mais profundo da derme e é caracterizado por manchas mais escuras e acinzentadas;

- Melasma misto (uma combinação de epidérmico e dérmico) aparece na forma de pigmento marrom-cinzento. Devido à profundidade dos pigmentos de melanina nos melasmas dérmicos e misto, estes tipos podem ser mais difíceis de tratar.

O diagnóstico deve ser feito por um médico dermatologista e o tratamento vai desde a “aplicação de proteção contra raios ultravioleta, a uso de medicamentos tópicos e procedimentos para o clareamento, como a utilização de laser de baixa potência, microagulhamento, peeling”, afirma Mirella Fulco.

Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

ENDEREÇO

CONTATO

Tirol Way

Av. Senador Salgado Filho, 1410, - 14° andar |  Tirol - Natal/RN

(84) 3221-0603/3957

(84) 9451- 8006

EMAIL