Pediatra explica cuidados básicos com as crianças no verão

Está chegando o verão, a estação mais quente do ano, e junto com ela vêm também os cuidados necessários que os papais e mamães devem ter com a exposição ao sol pelos pequenos. Esse alerta serve para evitar sérias consequências à saúde das crianças, como insolação, queimaduras, envelhecimento precoce e câncer de pele. A pediatra do Sistema Hapvida, Dra Kallydya Fonseca, ressalta que existem horários adequados para os menores tomarem sol.


''O recomendado é antes das 10h da manhã e após as 16h da tarde, isso porque durante esse período os raios ultravermelhos são menores e, consequentemente, existe uma diminuição no risco de câncer de pele e até queimaduras. É super importante respeitar esse horários'', afirma. Seja na praia ou na piscina o que não pode faltar na bolsa para a criança é, principalmente, o protetor solar. Os itens são citados pela especialista como indispensáveis e essenciais para o lazer com segurança.


''O principal é o uso do protetor solar cerca de 30 minutos antes da exposição e ter o retoque a cada 2 horas. Mas, os familiares devem complementar com chapéu, viseiras, roupas com proteção solar e os óculos'', detalha a pediatra do Hapvida. Outro fator importante e indispensável é a hidratação do corpo. Com a chegada do verão é preciso manter uma alimentação saudável e refeições ricas em frutas, verduras e bastante líquido.


'' É necessário ter cuidado com alimentos industrializados. Às vezes a criança fica brincando e esquece de comer ou beber água, então é fundamental oferecer a eles sucos naturais, por exemplo'', enfatiza Dra Kallydya Fonseca. Após a diversão, as crianças têm a mania de ficar com o biquíni ou sunga molhados e isso pode ser prejudicial.


'' Depois do banho de mar ou piscina é importante evitar ficar com a roupa molhada para não propiciar infecções fúngicas como as micoses. É importante trocar por uma roupa sequinha assim vai evitar também as famosas brotoejas, bem comuns no verão. Nós sabemos que nesse período também é comum o surgimento de algumas doenças como as arboviroses, dengue, zika e chikungunya, além das gastroenterites, dermatites e otites. Ao primeiro sintoma de fragilidade é importante procurar o médico especialista'', finaliza a médica.

Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square